Páginas

26 agosto, 2016

Como Guardar seus Arquivos Digitais

Pexels: já vivi nessa época




Atualizado em 28/08/2020

1 - Introdução


São várias as possibilidades de armazenamento digital:

  • Mídias de cd e dvd (barato, mas pouco durável e de baixa capacidade)
  • cartões de memória;
  • pen drives;
  • Hds internos (comum e raid);
  • Hds externos (foto abaixo);
  • Nuvem (armazenamento em drives virtuais) 

    Já usei a maioria das possibilidades acima. Uso mais de uma delas quando a informação é muito importante, como, por exemplo, fotos da família, pois quem só tem um backup não tem nada.

    Sistema 1-2-3: O ideal é ter três backups em diferentes dispositivos dos arquivos importantes, sendo que o terceiro backup não deve estar no mesmo ambiente que os outros dois, pois em caso de incêndio tudo se perderia.
    Imagem: fotografia-dg



    2 - Minha Opção 








    Atualmente minha principal opção é o uso de hds externos
    Comprei vários do mesmo modelo da samsung anos atrás: comportam 1 terabyte cada, mas hoje é possível comprar Hds com o dobro ou mais da capacidade por um preço acessível (cerca de 400-500 reais)

    A maior vantagem desse modelo de HD é de não precisar de fonte externa, sendo exclusivamente alimentado pela entrada Usb, o que facilita muito o manuseio. 

    Como fui acumulando muito material, criei também uma tabela para me orientar quanto aos arquivos armazenados, pois são 10 hds externos e mais dois internos. Além disso coloquei etiquetas nos Hds.




    HD externo
    Conteúdo
    HD externo
    Conteúdo
    #1
    Filmes
    #7
    Seriados
    #2
    Anime A a J
    #8
    Documentários
    #3
    Sala de Estar (Seleção)
    #9
    Vídeo-Aulas
    #4
    Anime K a Z
    #10
    Fotografia
    #5
    Produtividade e Hobbies


    #6
    Desenho Animado




    Posteriormente adquiri em HD externo de 8tb onde guardo todo meu acervo digital e o mantenho ligado ao computador do Home office.

    Para alguns aquivos essenciais, como fotos de família, mantenho ainda mais um backup  em cartão de memória em meio a documentos físicos, no meu arquivo morto (arquivo físico)

    3.1 - Como organizar os seus arquivos digitais


    1) Crie pastas separadas pelos seus assuntos ou categorias principais. 


    Exemplo:

    - Fotos (organizadas por ano e por evento)


    - Músicas (organizadas por gênero)

    - Vídeos (organizados por tipo, como filmes, documentários, seriados etc)


    "Ao descarregar fotos e vídeos, faça uma pré-seleção guardando apenas as fotos que ficaram boas." Exclua as que você não quer guardar.


    2) Salve os arquivos manualmente com um nome que seja fácil de se achar. 

    "Como não e possível escrever nomes extensos, aconselho o uso de tags para ajudar da identificação. 
    Exemplo: educação = edu, informática = info, aniversário = niver. Lembre-se sempre de padronizar a nomenclatura."

    3) Tenha o hábito de sempre salvar os arquivos nas pastas corretas.
     

    4) Faça regularmente um backup de seus arquivos e mais dois backups (sistema 1-2-3) para os arquivos mais importantes

    5) Tenha o hábito de manter seu computador organizado e sempre que possível vá arrumando, aos poucos os arquivos, pois de grão em grão a galinha enche o papo.

    6) Reserve uma pasta para bagunça
    (preferencialmente a pasta "Downloads") onde você colocará todos os arquivos que você não teve tempo de organizar.

    7) Relaxe, Deus não criou o mundo em um dia.


    4 - Backup Redundante em Nuvem


    Essa é uma maneira barata de manter vários backups de pequeno tamanho ao mesmo tempo. Não atualizei o gráfico abaixo, mas o Megasync atualmente permite um espaço gratuito bem menor (acho que 15gb).






    "O conceito de computação em nuvem  refere-se à utilização da memória e da capacidade de armazenamento e cálculo de computadores e servidores compartilhados e interligados por meio da Internet, seguindo o princípio da computação em grade".

    Pessoal, a imagem acima explica o que fiz: um backup com três serviços diferentes e gratuitos de armazenamento em nuvem de arquivos no meu notebook (e no meu desktop).

    No meu computador físico, a pasta denominada "Dropbox" está dentro da pasta "Gdrive" e a pasta "Gdrive" está dentro da pasta "MEGAsync".

    Todas os nomes das pastas correspondem aos respectivos serviços de armazenamento em nuvem e são sincronizados em tempo real (automaticamente) via wi-fi.  

    Ou seja: A pasta denominada Dropbox é realmente associada ao serviço Dropbox, sendo o mesmo raciocínio aplicado às demais pastas.

    Vantagens:

    • Mais de um backup autônomo de um mesmo arquivo: se um serviço não funcionar, haverá outro com o mesmo arquivo, salvo se o arquivo estiver exclusivamente salvo na pasta mais superior (MEGAsync).
    • Esse backups em nuvem são gratuitos, fáceis de usar e não exigem conhecimento de programação.
    • Basta salvar o arquivo na pasta inferior para também armazenado no serviço da pasta superior, mas o inverso não é verdadeiro.

    Desvantagens:


    • Apenas os arquivos contidos na pasta Dropbox são salvos simultaneamente pela pasta Gdrive e pela pasta MEGAsync.
    • A pasta dropbox tem menor capacidade de armazenamento que as pastas superiores.

    Enfim, qualquer pessoa pode ter seus arquivos armazenados em nuvem e ao mesmo tempo em vários serviços gratuitos. 


    No meu caso usei três serviços, mas poderia ter usado o triplo. Além isso também continuo usando armazenamento físico.



    5 - Conclusão


    "Quando existe muita bagunça em casa, percebemos que a nossa vida se encontra também em desordem negativa." 

    Mantenha seus arquivos a salvo com backup duplo e use o sistema 1-2-3 para os mais importantes.

    Grande abraço!


    ____________________________________________________________________



    Sites consultados


    • https://www.vivaolinux.com.br/dica/Armazenamento-em-nuvem-redundante-com-Dropbox-e-Copy
    • https://pt.wikipedia.org/wiki/Computa%C3%A7%C3%A3o_em_nuvem
    • http://www.kalinkacarvalho.com.br/blog/como-organizar-arquivos-digitais
    • http://www.seagate.com/br/pt/do-more/organizing-your-digital-files-master-dm/
    • https://gabrielabrasil.com/como-organizar-arquivos-digitais/
    • http://www.thewindowsclub.com/usb-3-0-external-hard-drive-not-recognized
    • http://www.clubedohardware.com.br/forums/topic/1180601-windows-10-n%C3%A3o-reconhece-hd-externo-ap%C3%B3s-atualiza%C3%A7%C3%A3o/

    28 maio, 2016

    [Ambiente] Escritório Caseiro ou Home Office

    "Home" mínimo: fiz essa obra prima no paint.



    1 - Introdução


    O "home office" ou "escritório em casa" é a batcaverna do homem contemporâneo.





    • Ele nasce de uma função necessária de toda residência, pois há uma série de documentos  e objetos com os quais lidamos e que não se encaixam decorativamente em nenhum outro cômodo casa. Fora o necessário isolamento da família que todo homem precisa ter para planejar sua própria vida e refletir sobre suas experiências.




    Claro que esses itens (objetos e documentos) podem ficar escondidos em armários ou debaixo da cama, mas não seria tão confortável como manter uma sala só para eles.



    2 - Móveis 


    Lembre-se da ergonomia: o ideal seria uma mesa "retrátil"



    Mesa - impossível viver sem, a menos que você seja frugal e use a mesa de jantar.



    Para inspiração, basta conferir a seção mesas de trabalho do excelente blog Manual do usuário


    • se puder, adquira um suporte retrátil para teclado. Isso vai liberar um considerável espaço em cima do tampo que era destinado a mouse e teclado. Comprei um da marca Kappesberg e instalei certa vez, mas há outras outras opções.

    Cadeira - gosto da marca Dx Racer, mas existem mais baratas. 





    • Escabelo dos Pés - Quanto mais ergonômica a cadeira, menos sua coluna e sua circulação irão sofrer. Mesmo sendo pouco utilizado, um banquinho para colocar os pés/perna pode ser bem interessante. Eu mesmo uso um adaptado de uma cadeira antiga.




    Arquivo Físico  - pode ser um gaveteiro, pastas sanfonadas ou de qualquer outro modo que sua criatividade possa determine, desde que você possa nele guardar e manter documentos físicos de forma ordeira. Existem soluções mais baratas e portáteis.
    Obs.: um arquivo é essencial mesmo, pois precisamos de um lugar seguro para guardar documentos importantes como diplomas (universitário ou do ensino médio, por exemplo) e também vários recibos que ao longo do ano serão usados para pedir restituição no imposto de renda. 

    • Estante ou Prateleiras - para guardar livros, cadernos e outras quinquilharias e materiais de referência.
    • Quanto menos coisas você tiver, mais fácil será organizar, limpar e embalar quando for mudar de residência.


    4 - Eletro-eletrônicos 


    • Notebook ou desktop - tem coisas que só dá pra fazer direito no computador; mas, se grana tiver curta, o jeito é utilizar um celular.
    • Ventilador - quando aqui no RJ faz calor (ou seja, sempre). Normalmente ventiladores de teto são mais eficientes em manter um ambiente bem arejado, mas os ventiladores de mesa são mais baratos de adquirir e manter.
    • Multifuncional - volta e meia é necessário escanear e imprimir certos documentos. Sei que escanear é possível pelo celular, mas imprimir não é tão fácil. Imagine ter que imprimir um documento importante no sábado à noite... 
    • Luminárias (uma ou mais) - para melhorar a luminosidade durante o estudo, principalmente quando se estuda cansado à noite.
    • Ar condicionado - quando aqui no RJ faz muito calor, preferencialmente modelos digitais com controle remoto que permitem um controle mais preciso da temperatura. Para mim o ideal é um ambiente com no máximo 28 graus.


    • Obs.: climatizador - Um meio termo entre o ventilador e o ar condicionado é o climatizador, que produz um vento frio com base em gelo e água gelada. Tenho um da Midea e recomendo, pois não gasta tanta energia elétrica e ajuda bastante no calor. Isso foi uma lição que aprendi com o lendário Walter, um mestre da frugalidade de que fui colega de trabalho. Ele usava dois durante a noite em casa para dormir com conforto com a mulher e ainda economizar energia durante o calor carioca. Enfim: bom para tempos de grana apertada.

    5 - Outros Itens: nada essencial, mas talvez ajude


    • Televisão - preferencialmente "smart tv". Claro que você pode ser mais frugal e não ter televisão em casa ou apenas ter uma televisão na sala, mas uma segunda televisão no seu escritório vai ajudar a ter mais privacidade.  E caso tenha problemas no monitor do PC, a televisão poderá substituí-lo. É útil também para acessar o netflix, o youtube e outras funcionalidade, mas você também pode usar um notebook, um Chromecast, um Ouya ou Android Box conectado à Tv via entrada hdmi para utilizar tais funções e muitas outras.
    • Protetor Auricular ou abafador de ruído - para evitar aquele barulho chato na hora do estudo. 
    • Caixas de som - para ouvir suas músicas ou aulas.
    • Headphones
    • Sofá, esteira de yoga ou tatame de eva com almofadas e/ou travesseiros - para poder descansar na sua caverna ou estudar deitado depois de mais um dia de labuta. 
    • Suporte para tablet/livro/notebook: para dar mais ergonomia ao seu estudo. Comprei o meu pela Lector Brasil. Suporte do suporte: É bom destacar que você provavelmente terá de confeccionar um apoio para o suporte ficar na altura dos seus olhos.


    6 - Conclusão


    Não mencionei coisas óbvias como eletricidade e internet wi-fi.

    Enfim, você é quem escolhe o quê colocar dentro da sua casa.

    Espero ter ajudado na organização do seu cantinho.


    Grande abraço!



    Minha antiga mesa. Mudou tudo, mas é um bom exemplo ainda.




    ________________________________________________________________


    02 maio, 2016

    Notebook e Desktop (2016-2019)

    Foto antiga




    Introdução

    Enquanto os celulares não substituem os computadores domésticos definitivamente, ainda podemos considerar essencial ter um notebook ou desktop.


    Já fui entusiasta de montar desktops, mas hoje prefiro a praticidade de uma configuração pronta de notebook (só troco o hd por um SSD).



    Notebook


    Troquei o Notebook Modelo Samsung (NP305E4A-BD2BR) por um Dell Inspiron 5000. 


    Por incrível que pareça o Dell é bem lento e só ficou bom quando coloquei um HD SSD.


    Usei o programa minitool partition wizard free edition para clonar o hd antigo e deu tudo certo.








      Samsung NP305E4A-BD2BR
      Dell Inspiron 5000 (5567)
      Processador
      AMD Vision A6-3305M 1,9 GHz
      i5-7200U (2 núcleos, 2.5 GHz expansível até 3.1 GHz, Cache de 3 M)
      Vídeo
      AMD Radeon  HD 6480G 512 MB
      Intel HD Graphics 620
      Memória
      4 GB SODIMM DDR3 1333 MHz
      8 GB DDR4, 2400MHz
      TELA
      LCD iluminada por LED de 14" - 1366 x 768 pixels
      Tela LED HD (1366 x 768) de 15.6 polegadas com Truelife


        Obs.: Clonar Notebook (Stifler Pobre)  - Sobre o programa para clonar use o Acronis, Macrium Reflect ou Paragon Backup, todos eles criam uma midia CD ou pendrive para bootar e acessar esses programas e depois clonar o HD.
        Se você gerar o Hirens Boot [https://www.hirensbootcd.org/] ele já tem o acronis, basta ter um pendrive que fica fácil.


        Desktop

        "the monster" - HAF XB EVO RC-902XB-KKN2



        Pena que não peguei um gabinete menor (gabinete coolermaster 130, 120 ou 110) na época. Quando o montei estava tomado pelo entusiamo e só pensava em emulação de jogos.


        Hoje o aparelho se encontra abandonado, pois é muito mais prático jogar em um console ou emular jogos via android (Ouya ou Mibox). 




        Processador
        AMD FX(tm)-8120 - Soquete AM3+ 
        Placa mãe
        M5A97 EVO R2.0
        Memória
        8 GB DDR3 dual channel
        Placa de vídeo
        XFX Radeon HD 7870 Core Edition (2GB) DDR5
        Monitor
        Monitor LG 29UM68 21:9 
        Fonte
        Thermaltake ATX TR2 600W TR-600





        Conclusão


          Enfim, se precisar de computador doméstico, use notebook, salvo se você for um gamer entusiasmado. 



          Grande abraço!


          P.s.: atendendo princípios minimalistas, o notebook antigo foi doado a parentes.

          _____________________________________________________________




          Anexo - Periféricos


          • Caixas de som: Cambridge sx50 e FX-D802C - substituíram a Caixa de Som Logitech Amplificada 5.1 75W RMS Z506. Com essa troca a qualidade do som melhorou exponencialmente.
          • Joystick: uso o do xbox 360 para PC, sem fio.
          • Suporte para notebook: SF-17 da Cooler Master - tem 4 portas usb 2.0 extras e, 
          • Mouse: logitech e sem fio.
          • Teclado: logitech e sem fio.
          • Monitor de 29: da LG - dei azar e já quebrou com cerca de apenas um ano de uso.

          Observações: Sony Gold Wireless Headset - lixo sonystico que durou poucos anos. Headphones da sony nunca mais.


          Sites consultados:

          • https://www.amd.com/pt/products/cpu/fx-8120
          • http://www.tp-link.com.br/products/details/cat-5688_UH700.html
          • http://pt.community.dell.com/support-forums/notebooks/f/83/t/42980

          03 abril, 2016

          Qual Material de Estudo Usar?







          1 - Introdução


          Já gastei muito dinheiro com todo tipo de material e tenho expertise para te indicar as cerejas do bolo.



          O presente post é um roteiro que pode te fazer economizar dinheiro.




          Minha Vida na Faculdade

          Meu difícil começo...



          Depois de fazer um ensino médio lixoso, fiquei um ano estudando para fazer um concurso para a polícia civil carioca, mas o concurso demorou muito e acabei desistindo com medo de morrer realizando as atribuições do cargo.

          Então comecei a cursar faculdade de Direito numa dessas uniesquinas da vida das quais o antigo blog do pobreta sempre falava mal. A faculdade era problemática:

          Pontos Negativos

          • Biblioteca desatualizada (o que me forçou a procurar materiais melhores desde cedo);
          • Professores quase todos ruins (tinha um de tributário excelente e só);
          • Provas fáceis (por isso tive um coeficiente de rendimento extremamente alto)



          O excelente nível das aulas.

          Pontos Positivos

          • Proximidade da minha residência (ia e voltava a pé);
          • Boa infraestrutura física (cadeiras, ar condicionado);
          • Preço (uns R$ 500 ou R$ 600 na época - minha família podia pagar, por isso não tive que recorrer a financiamento educacional);
          • Reconhecida pelo MEC (isso é uma das coisas essenciais)

          Sempre acreditei que o aluno era mais importante que a faculdade na busca do conhecimento, tanto que um dos meus colegas de classe se tornou notário há pouco tempo e alguns alunos mais antigos também obtiveram sucesso profissional.

          Sei que casos assim são exceção, mas eles mostram a capacidade que o indivíduo tem de vencer as dificuldades. Dessa forma adotei o livro do Willian Douglas como base metodológica desde o primeiro ano de faculdade.





          Minha Rotina na Época

          Como a maioria das mulheres 

          na faculdade me viam.


          Minha vida nessa época era forçadamente frugal:


          • Não tinha dinheiro sobrando para comprar livros e fazer cursos;
          • Não trabalhava e só estudava;
          • Shows e viagens nem pensar (só fui viajar anos depois e para lugares baratos)
          • Fazia taekwondo e depois fiquei só na musculação;
          • Conheci minha namorada (com ela vivo atualmente) que também veio de família humilde, então compreendia a razão de meus escassos recursos;
          • Minha casa não tinha internet nem telefone;
          • Minha principal fonte de lazer era ler scans na internet (salvava num pendrive para poder ler no computador de casa, aquele que montei com o dinheiro do estágio do ensino médio);
          • minha maior ambição era passar num concurso para poder melhorar meu quarto, comprando coisas legais.
          • A maioria de meus colegas, principalmente as mulheres, me achavam um retardado mental, estilo Patrick:
          • no final da faculdade passei em um concurso de nível médio que pagava razoavelmente bem, mas pedi exoneração porque fui lotado em Angra dos Reis (4 horas de viagem de ônibus da minha casa) e não havia compatibilidade de horário com a faculdade. Lembro que na época me senti arrasado, mas percebi que estava no caminho certo.
          • "Modo monge de viver (monk mode)" era o padrão normal da minha vida.
          • Apesar das dificuldades, era feliz.


          A Importância de uma Faculdade Renomada para Concurso


          Conforme explica o Eduardo Gonçalves, Procurador MPF:

          (...) para fins de concurso público, atualmente, estudar na USP, UERJ, UFRJ, UFPE, UFCE, UEL, UEM, UFPR não significa absolutamente NADA.




          Na AGU não me perguntaram de que Faculdade eu vim. No MPF muito menos. No concurso de analista do MPU também não...


          Conclusão


          Olhando para trás, cinco anos fazendo trabalhos chatos e aturando professores incompetentes passaram rápido. 

          Para mim, que nunca tinha dado valor ao estudo, foi a chance de fazer a diferença, mas mesmo me formando entre os melhores alunos da turma não obtive qualquer convite de emprego. 

          Só restava dedicar um tempo indefinido para estudar para concursos após me formar, o que sempre foi meu objetivo. 

          Minha vida depois da faculdade estava fadada a continuar forçadamente frugal por um bom tempo, mas isso será objeto de um outro post.

          Grande abraço!

          _____________________________________________________



          Sites Consultados:



          http://www.eduardorgoncalves.com.br/2017/10/a-importancia-de-fazer-uma-faculdade.html